Jun 18
Segunda

In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player

Powered by RS Web Solutions

Banner

Calendário

Junho 2018
D 2a 3a 4a 5a 6a S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

Usuários Online

Nós temos 173 visitantes online
05/06 – Com nova proposta, Ebserh tenta contornar impasse que levou empregados a greve PDF Imprimir E-mail

Na proposta que será avaliada pela categoria em assembleias até às 14 horas dessa quarta, 6, empresa garante 100% do IPCA (4,76%) do ACT 2017/2018. 70% do valor dos retroativos desse período seriam garantidos (50% na folha de julho e 50% na folha de dezembro). Para ACT 2018/2019 proposta é de 70% do IPCA (1,98%) com retroativo de 100% assegurados na folha de julho

Para tentar dissolver o impasse que colocou empregados da Ebserh em greve em todo o Brasil, a empresa e o Ministério da Educação convocaram a Condsef/Fenadsef (foto) nessa terça-feira e apresentaram nova proposta para a categoria. A proposta (veja aqui) já foi remetida a todas as entidades filiadas e será analisada em assembleias até às 14 horas dessa quarta, 6. No novo cenário a Ebserh assegura 100% do IPCA (4,76%) do ACT 2017/2018. No caso dos retroativos referentes ao período, 70% do valor seria garantido com pagamento em duas parcelas sendo 50% já na folha de julho e 50% na folha de dezembro. Para ACT 2018/2019 a proposta é de 70% do IPCA (1,98%) com retroativo de 100% assegurados na folha de julho. Confira relatório da Condsef/Fenadsef com o Comando Nacional de Greve.

Nas cláusulas sociais a empresa garante todas as cláusulas negociadas pela comissão nacional de negociação de ACT de 2018 incluindo dois dias de abono anual com critérios a serem elaborados em mesa nacional de negociação, a criação de uma comissão nacional para acompanhar denúncias de assédio moral e cláusula de intervalo com 30 minutos de almoço para a área administrativa da empresa.

Dezessete unidades, em onze estados, incluindo a sede em Brasília, mantiveram paralisação ao longo dessa terça. A categoria tem até às 14 horas dessa quarta, 6, para definir em assembleias se aceita a proposta. A proposta feita pela Ebserh e o Ministério da Educação está condicionada à suspensão do movimento nas unidades que deliberaram pela continuidade da greve. Diante da nova proposta, a direção da Condsef/Fenadsef e o Comando Nacional de Greve orientam a suspensão do movimento paredista apostando no desfecho positivo no processo que pode se dar nessa quarta. Uma reunião já está agendada com a Ebserh para as 17 horas onde a Condsef/Fenadsef vai informar a decisão da maioria sobre nova proposta.

A mobilização e participação de todos nas assembleias é fundamental para garantir que os anseios da maioria sejam respeitados. Todos juntos por uma Ebserh forte com profissionais valorizados e a serviço da saúde dos brasileiros. Saúde não é mercadoria.

 

        

isp america   capacartilhami 880