Mai 22
Terça

In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player

Powered by RS Web Solutions

Banner

Calendário

Maio 2018
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2

Usuários Online

Nós temos 160 visitantes online
17/05 – Empregados da Ebserh farão assembleias para discutir proposta econômica da empresa que não cobre nem inflação do período PDF Imprimir E-mail

Para ACT 2018/2019 empresa propôs um percentual de 60% do INPC, o que não recupera perdas inflacionárias do período. Ebserh ainda condicionou proposta a retirada de processo de dissídio do ACT 2017/2018 que está no TST, além de garantir efeitos retroativos apenas aos 2 meses anteriores a data-base da categoria, ou seja, janeiro e fevereiro desse ano.

Depois de muito esperar, a comissão dos empregados da Ebserh e entidades representativas da categoria ouviram nessa quinta-feira proposta que a empresa apresentou para as cláusulas econômicas do ACT 2018/2019. O percentual oferecido pela empresa foi de 60% do INPC (cerca de 1,02%) o que não repõem sequer as perdas inflacionárias do período. A proposta estaria condicionada ainda a retirada do processo de dissídio do ACT 2017/2018 que aguarda julgamento no Tribunal Superior do Trabalho (TST). Para esse caso, a empresa garantiria pagar 100% do INPC do período, porém os efeitos retroativos ficariam restritos apenas aos dois meses anteriores a data-base da categoria, ou seja, janeiro e fevereiro desse ano. A empresa informou ainda que não trabalha com uma linha de negociação para o ACT atual desvinculada do ACT anterior.

O cenário não poderia ser mais frustrante para a categoria que aguarda há mais de um ano solução para as cláusulas econômicas do ACT 2017/2018 que foi para dissídio. Para avaliar o conteúdo das propostas, assembleias serão feitas em todo o Brasil até o dia 25. Uma plenária nacional da categoria será convocada pela Condsef/Fenadsef no dia 26. A Condsef/Fenadsef orienta que a discussão nas bases reafirme posição dos empregados de que os ACT´s devem ser negociados sem a vinculação que a empresa está impondo. Um indicativo de paralisação para o dia 5 de junho também será debatido nas assembleias. Os empregados também não devem abrir mão da proposta de dissídio que aguarda julgamento no TST. Somente com anuência da categoria o processo pode ser retirado.

As assembleias também devem avaliar outros aspectos da negociação com a empresa, incluindo itens das cláusulas sociais. Há também prazos a serem debatidos, como é o caso da prorrogação das cláusulas do ACT anterior que segue vigente até o final desse mês. Os empregados tinham expectativa de dissolver os impasses do processo de negociações envolvendo o ACT atual. No entanto, a proposta considerada desrespeitosa feita pela empresa hoje coloca em dúvida quais serão os passos necessários. Tudo será avaliado pela categoria. Hoje a Ebserh conta com mais de 28 mil empregados em todo o Brasil.

Mais informações do processo continuam sendo divulgadas aqui e em nossa página institucional nas redes sociais.

 

        

isp america   capacartilhami 880