Jun 27
Terça

In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player

Powered by RS Web Solutions

Banner

Calendário

Junho 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
28 29 30 31 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 1

Usuários Online

Nós temos 425 visitantes online
12/05 – Trabalhadores cumprem agenda intensa contra reformas na próxima semana e se preparam para ocupar Brasília dia 24 PDF Imprimir E-mail

Condsef/Fenadsef e suas filiadas em todo Brasil participam integralmente do calendário de lutas que também prevê trabalho de força tarefa no Congresso contra reformas

Centrais sindicais, entidades representativas de toda classe trabalhadora e sociedade civil organizada já se preparam para atividades que acontecem na próxima semana em todo Brasil. Entre os dias 15 e 19 as atenções estarão voltadas para o Congresso Nacional onde acontecem debates, audiências públicas e reuniões técnicas para discutir as reformas da Previdência e Trabalhista. Com o acesso à Câmara dos Deputados dificultado e até mesmo impedido nesse período em que projetos que afetam diretamente a população estão sendo votados, liminares foram acatadas pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), garantido o acesso de cidadãos ao Congresso Nacional. Mas vale destacar que a decisão atende apenas membros de entidades que ingressaram com o pedido no Supremo. Condsef/Fenadsef e suas filiadas participam de todo o calendário de atividades que conta também com uma grande ocupação em Brasília no dia 24 de maio.

A próxima semana começa com reuniões técnicas no Senado já na segunda-feira, 15. Na terça, 16, haverá audiência pública também no Senado para tratar das reformas que colocam direitos da classe trabalhadora em risco. O presidente da CUT, Vagner Freitas, vai compor a mesa de debates dessa audiência que a Condsef/Fenadsef também acompanha. Paralelo aos debates ocorre um forte trabalho de força tarefa que vai percorrer todos os gabinetes dos parlamentares para buscar apoio contra as reformas e em defesa dos trabalhadores.

Nos estados também haverá trabalho intenso com pressão e abordagem direta a parlamentares em suas bases eleitorais por todo o País. Estão previstas para isso ações em aeroportos com faixas e protestos mostrando que os trabalhadores não se esquecerão daqueles que pretendem votar em favor das reformas da Previdência e Trabalhista. O recado dessa campanha é direto “Parlamentar. Votou sim, não volta”. Um trabalho de diálogo com a sociedade também será feito em locais públicos como praças, feiras, rodoviárias e locais de grande circulação.

Ocupa Brasília – Para concluir mais uma jornada intensa de lutas contra o desmonte de direitos, as entidades unem forças no “Ocupa Brasília” do dia 24 de maio. A expectativa é de que seja mais um dia histórico de mobilização e de lutas que a classe trabalhadora vem protagonizando em defesa de seus direitos. Está cada vez mais claro que a maioria da população é contrária a essas reformas. Em enquete promovida pelo próprio PMDB em seu site, 97% se declaram contra a reforma da Previdência. É inadmissível que este governo ilegítimo e sem voto continue conduzindo uma política de desmonte de direitos da classe trabalhadora.

É também intolerável imaginar que parlamentares eleitos para representar a população não ouçam ao clamor da maioria que anseia pela derrubada desses projetos nefastos. A expectativa é de que propostas que rasgam direitos fundamentais da classe trabalhadora, como o caso da PEC da reforma da Previdência, não consigam os votos necessários para seguir ao Senado. Para isso, a participação e mobilização de toda classe trabalhadora continua sendo fundamental.

 

        

isp america   capacartilhami 880